O Festival - Festival de Dramaturgia

o Festival

O Núcleo de Pesquisa Drama Seis, formado por egressos do curso regular de dramaturgia da SP Escola de Teatro, surgiu no início de 2019, com o intuito de estudar obras clássicas e contemporâneas, dentre peças e materiais teóricos de apoio. Hoje é composto por seis integrantes que reúnem-se semanalmente para discutir questões relacionadas a dramaturgia e crítica teatral, a partir de pontos marcantes da história do teatro mundial e seus desdobramentos na história do teatro brasileiro. O grupo tem sempre a preocupação de traduzir os estudos teóricos para a prática da escrita.

Instigados pelo estudo da obra O Herói de Mil Faces, do professor americano Joseph Campbell, os integrantes do grupo propuseram a primeira edição do Festival de Dramaturgia: Jornadas Heroicas Possíveis, contemplado no Edital ProAC Expresso LAB Nº40/2020 do Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Cultura e economia Criativa com recursos da LEI DE EMERGÊNCIA CULTURAL ALDIR BLANC 14.017/2020.

A primeira ação do projeto foi um Chamamento de novos(as) dramaturgos(as), realizado através de um edital simples. Foram recebidos mais de 150 materiais, que propunham um diálogo com a trajetória do herói estruturada por Campbell. Destas, o Núcleo selecionou seis dramaturgias curtas, para compor a Mostra de Dramaturgia Expandida, em formato audiovisual.

Edital de chamamento  | Retificação do chamamento

Dramaturgias selecionadas

PRA SANTO COMER  | De Rafael Cristiano

CICATRIZ ANCIà | De Denizart Fazio

KALUNGA | De Monalisa Silva

CACHORRO DE RUA  | De Lucas Venturin

O EMPRÉSTIMO | De Danilo Dal Lago

BODY.EXE | De Roberto Simão

A ação seguinte foram as Aulas Abertas, com seis artistas convidados(as). As transmissões foram feitas ao vivo pelo canal do Drama Seis no YouTube, com mediação dos(as) integrantes do Núcleo. Cada um dos seis dias de encontro trouxe diálogos sobre um recorte específico, dentro da pesquisa dramatúrgica de cada artista convidado(a) e em fricção com a obra de Campbell e com o contexto histórico-social. 

Sílvia Gomez falou sobre a jornada das heroínas delirantes-de-tão-lúcidas que enxerga nas próprias peças; Daniel Veiga partiu das telenovelas brasileiras para entender a jornada presente nas telas desde a década de 50; Cláudia Barral elaborou uma leitura psicanalítica de Cambell na contemporaneidade, trazendo à tona o próprio percurso como dramaturga; Jé Oliveira comentou sobre os heróis e as heroínas presentes nas canções brasileiras, utilizando como disparador a obra dos Racionais MC´s e a peça de sua autoria, “Farinha com açúcar”; Janaína Leite partiu da experiência autobiográfica para pensar o paradigma da “trajetória de superação”, presente na dramaturgia contemporânea; por fim, Matteo Bonfitto trouxe sua experiência na produção de dispositivos dramatúrgicos, a fim de aprofundar e problematizar a figura do herói.

 

Partindo do pressuposto de que a materialidade de uma dramaturgia pode (e deve!) se estender muito além da palavra escrita ou falada, a Mostra de Dramaturgia Expandida exibiu as dramaturgias selecionadas em formato audiovisual ao longo do festival, como complemento às discussões fomentadas durante as aulas. Cada um dos seis integrantes ficou responsável pela direção de um destes materiais. A criação, organização e produção destes materiais ficou a cargo do Núcleo de Pesquisa Drama Seis e da Romã Atômica, juntamente com uma equipe de criação (atuação, sonoplastia, cenografia e figurino, direção de arte e edição de vídeo). O resultado — seis materiais imageticamente bastante diversos — corresponde à pluralidade estilística dos textos selecionados.

 

A última ação proposta pelo Núcleo foi a publicação de uma revista virtual, a Revista DOS SEIS, contendo as seis dramaturgias selecionadas, seis ensaios críticos elaborados por cada um dos integrantes e seis artigos elaborados por cada um dos(as) artistas convidados(as), que abordam sínteses de suas falas.

Revista dos seis

Ficha técnica

FICHA TÉCNICA
PRODUÇÃO GERAL | ROMÃ ATÔMICA PRODUTORA – Paloma Rodrigues e Amara Hartmann
ORGANIZAÇÃO | NÚCLEO DE PESQUISA DRAMA SEIS – Breno Rosa-Gomes, Lara Duarte, Elenice Zerneri, Bruna Varga, Thais Ribeiro e Rafael Arruda
ARTISTAS CONVIDADOS | Daniel Veiga, Janaína Leite, Matteo Bonfitto, Cláudia Barral, Silvia Gomez e Jé Oliveira
ELENCO | André Lu, Elenice Zerneri, Hayla Cavalcanti, Isamara Castilho, Letícia Rodrigues, Marô Zamaro, Monalisa Silva, Rafael Arruda e Sérgio Passareli
TEXTOS E DRAMATURGOS SELECIONADOS NO EDITAL | Pra Santo Comer, de Rafael Cristiano; Cicatriz Anciã, de Denizart Fazio; Kalunga, de Monalisa Silva; Cachorro de Rua, de Lucas Venturin; O Empréstimo, de Danilo Dal Lago; e BODY.EXE, de Roberto Simão
DESIGN GRÁFICO | Juliana Piesco, Leandro Ribeiro e Paula Andrade
DIREÇÃO DE ARTE | Victor Paula
ASSISTENTE DE DIREÇÃO DE ARTE | Padu Cecconello
EDIÇÃO | Lana Scott, Gustavo Carvalho, Rosana Braga Santos e Tuan Rodrigues
DIREÇÃO DE SOM | Lucas Ferreira Paiva
SONOPLASTIA | André Papi e Lucas Ferreira Paiva
CORREÇÃO DE COR E FINALIZAÇÃO | Tuan Rodrigues
INTÉRPRETES DE LIBRAS | Caroline Gonçalves, Fabiana Magoga, Giovana Gonçalves, Ilvani Pestana Medeiros, Luciano Germano e Rosângela Toledo
DIAGRAMAÇÃO | Hannah Teixeira
OPERAÇÃO DE STREAMING | Renato Tamaoki
PROGRAMADOR E DIAGRAMAÇÃO DO SITE | Leandro Ribeiro
REVISÃO DE TEXTO | Logopoiese
ASSESSORIA DE IMPRENSA | Renato Fernandes